terça-feira, setembro 05, 2006

Ao som da Carvalhesa...


...foi como passei o fim-de-semana. No 9º Avante! da minha vida. Desta vez fui pouco melómana, mas o calor que por ali passou, (em conjunto com a quantidade cada vez maior de gente a abarrotar todos os cantos da festa), não me deixou grande ânimo. Mas ainda vi Mandrágora, e a Orquestra
de Jazz de Matosinhos
, espreitei A Naifa e passei por concertos de Ska/Reaggae/Balcãs de franceses e catalães. perdi Sérgio Godinho e uma banda de ciganos romenos que foi o sucesso da festa. Mas (puxando a brasa à sardinha fraternal), vi os BossaNossa (num concerto incrível que acabou com uma dança colectiva ao som do Mas que Nada) e os Rapazes da Forja, e está tudo muito bem e muito bom e recomenda-se. Muito.

E, como sempre acontece, as surpresas não faltaram. Vi gaiteiros que animaram as noites e vi Caretos de Podence, (rapazes malandros que sacodem as raparigas no carnaval de uma aldeia transmontana).



E vi esta coisa linda, no palco 1º de Maio, nas mãos de um amigo meu que o trouxe do Andanças.


1 Comments:

Anonymous migu said...

a minha visão do avante é a do outsider que só o conheço por fotos e relatos. este teu post dá mais alguma forma a essa noção distorcida.

uma série de apontamentos:

pá... acho que me iria habituar à noção de que a cada vez soa um instrumental pomposo as pessoas convergem de todos os sitios numa área para pularem e fazer um mosh pacifico. ia-me incomodar de inicio porque dificilmente me juntaria a ele (tal é o risco), mas acho que a certa altura ia lá parar só para ver esse momento. na verdade, acho que ia ficar viciado no mecanismo e em pouco tempo tentaria encontrar o melhor lugar para me juntar à carvalhesa sem ser violentado pela turba.

mas a coisa tem o seu quê de pavloviano ou de hameliniano. às primeiras vezes ia-me sentir cordeirinho. agrada-me também a miúda de calças tigressa e tronco arejado. parece sinceramente feliz.

aquele susto transmotano é daquelas coisas que eu curtia mesmo ver in loco. é uma tradição q me suscita imensa curiosidade. os stealing orchestra exploraram-me muito bem.

pá...aquele boneco é tão freak que julgo que só sobreviveria a uma edição do avante se continuamente embriagado por non-sense, amizade (camaradagem, por lá, ao que parece) e copos a partir das 4 da tarde.

ia-me sentir como o johnny depp no delirio em las vegas. mas tu és uma miúda do povo e mais comunal do que metade dos poseurs que usavam o che ao peito. acredito mesmo nisso. mais do que no avante.

setembro 08, 2006 10:58 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home